Sociedade Militar - Reajuste dos militares, leis, salário, soldos, aumento, 2012 e armamento

Share
Share

 

 

Dirceu agora também contra FELICIANO!

    Pelo menos na Mídia o Caso Feliciano assumiu papel principal, colocando no esquecimento as questões relacionadas ao mensalão, inclusive o fato de condenados como Genoino terem assumidos postos importantes no Congresso...     Certamente aliviado com o fato de o julgamento do mensalão ter sido colocado em ... LEIA MAIS

 


Video com depoimento do Antropólogo "negro" Marcelo Regis.

 

FELICIANO expulsa do Congresso ANTROPÓLOGO QUE SE DIZ NEGRO

     

   Ontem (quinta) na seção da Comissão de direitos humanos se trataria de procurar soluções para as contaminações por chumbo na cidade de Santo Amaro, e discutir a situação dos torcedores do Corintians presos na Bolivia já há mais de um mês. Porém mais uma vez se tentou impedir o andamento normal dos serviços. Um manifestante tentou impedir o debate, gritando entre outras coisas que Feliciano é racista. Ora, a questão nada tinha a ver com racismo ou xenofobia. Acusações graves, infundadas e descontextualizadas para o momento partiram da boca daquele rapaz, que não é tão novo assim, afinal, tem 35 anos de idade.

O deputado declarou, após mandar retirar do plenário os tumultuadores: "Sinto-me realizado. Democracia é isso. Talvez seja preciso tomar medidas, não austeras, mas necessárias", afirmou Feliciano, durante a audiência. Ele se recusou a conceder entrevistas, após a reunião. O parlamentar declarou que as vítimas de contaminação que estiveram presentes na audiência talvez tivessem conseguido condições melhores se tivessem os manifestantes ao lado deles. Implicitamente dizendo que a manifestação era descontextualizada e prejudicial ao trabalho e à própria população interessada nas questões.

O principal tumultuador expulso foi o Sr. Marcelo Regis, que parece ter se tornado celebridade depois disso, o mesmo se diz negro e pobre. Definido pela mídia como “rapaz” o mesmo tem 35 anos de idade e é formado em antropologia. Ele diz: “eu me auto identifico como negro, preto (sic) e pobre...”. Ele diz ainda, convocando a sociedade:

“você que é negro, você que é mulher, você que é gay, você que é branco, você que é evangélico ... que é contra né aaaaaaahhhhhh... toda a usurpação dos direitos humanos que ta acontecendo, vem pro congresso”

Ora, o cara é mais branco que Feliciano, nada tem de rapaz, e pior de tudo, é antropólogo, portanto é formado em alguma coisa e depois pós-graduado em Antropologia, provavelmente com dinheiro público. Feliciano deve estar pensando se processa o tal de Marcelo Regis que o chamou de racista. Afinal, calúnia é crime, e se o deputado foi chamado disso foi caluniado pelo antropólogo.

http://sociedademilitar.com

 

 

 

Share
eXTReMe Tracker