Sociedade Militar - Reajuste dos militares, leis, salário, soldos, aumento, 2012 e armamento

Share
Share

 

Primeiro colocado entre os Fuzis -  AK-47

Tipo:  Rifle de assalto semi ou totalmente automático

País de Origem: União Soviética

Calibre: 7,62 x 39 mm (0,30 polegadas)

Capacidade: carregadores de 20, 30 ou 90 munições

Velocidade: 2.329 pés por segundo

Taxa de fogo: 600 tiros por minuto

 

   Projetado por um jovem russo, comandante de tanque, chamado Mikhail Kalashnikov, o AK-47, rifle de assalto, atingiu um status lendário entre as armas em todo o planeta. Na foto abaixo, vemos forças soviéticas armados com o fuzil AK-47 esmagando um movimento de reforma na Tchecoslováquia em 1968.

 Com mais de 75 milhões de unidades construídas, o AK-47 (aka, "Kalashnikov") é uma lenda entre as armas de fogo. Ele tem, provavelmente, causado resultados mais letais do que qualquer outro sistema de armas único já produziu. Construído sobre o mesmo projeto básico como o Sturmgewehr alemão, foi construído a partir de peças estampadas. O AK-47 não é apenas fácil de ser produzido, ele é relativamente barato, e também é comprovado que é extremamente fácil de manter e praticamente imune a condições que poderiam facilmente tirar outras armas mais modernas de ação. A Precisão é apenas média, mas o Kalashnikov AK-47 compensa isso com sua capacidade de desencadear uma parede de chumbo letal com sua capacidade de 600 tiros por minuto.

Seu funcionamento se dá de modo similar aos demais fuzis de assalto, pelo aproveitamento indireto dos gases que são desviados da parte posterior do cano até um cilindro montado acima deste, onde pressionam um êmbolo de longo curso que aciona o recuo do ferrolho de trancamento rotativo.

O ferrolho desliza sobre dois trilhos na caixa da culatra com uma folga significativa entre as peças móveis e fixas, o que permite que opere com o seu interior saturado de lama ou areia. Dispara munição 7,62 x 39 mm nos modos automático e semi-automático. Seu registro de tiro e segurança é considerado por muitos sua principal desvantagem, não corrigida nos modelos posteriores. É lento e desconfortável, exige esforço extra para operar, especialmente com luvas, e quando acionado produz um "clique" alto e distinto. Outra desvantagem é a posição do ferrolho, que permanece fechado após o último tiro.

Bucareste, Romênia, 1989 - Em um exemplo de ironia histórica aguda, este anticomunista civil usa uma AK-47 para caçar membros polícia secreta durante a queda de Nicolae Ceausescu, ditador opressivo da Roménia comunista.

   Em comparação a seu maior rival, o fuzil de fabricação norte-americana M16, o AK-47 tende a ser mais confiável e mais resistente ao tempo, também exigindo menos cuidados de limpeza e manutenção.

Um muçulmano Sufi , da Somália  (2009), estuda seu alcorão sobre o rifle AK-47 com uma bandoleira com o logotipo da PlayBoy, uma foto com detalhes interessantes.

Quando comparada a espingardas e fuzis modernos, a sua fama é folclórica, visto que contem muitas partes móveis, prejudicando a precisão de disparo, é muito ruidosa, é muito pesada, tendo em média, 4,3 kg (sem o carregador de munição, que pode conter 20, 30 ou 90 cartuchos) e tem um raio de ação eficaz de apenas 300 m, bem abaixo dos fuzis modernos. Porém, a despeito desses deméritos, é inegavel que em qualquer combate, principalmente se for leigo no que diz respeito a armamentos, o soldado sente um certo frio na espinha quando fica sabendo que o opositor tem como arma o AK-47.

  http://sociedademilitar.com

 

Share
eXTReMe Tracker